Conab aumenta fluxo de remoção de milho para regiões Sul e Nordeste

Tendência é que o panorama seja ainda melhor com o início dos embarques relativos ao leilão de frete realizado no dia 28 de setembro

O demonstrativo de fluxo no transporte de milho dos estoques da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para as regiões afetadas pela seca (Nordeste, Sul e Norte) apresentou um aumento de cerca de 88% nas últimas semanas em relação a setembro. No mês passado, com os problemas enfrentados em relação ao frete, a Conab conseguia enviar uma média de 7 mil toneladas por semana. Com o início dos embarques de mais um leilão (Aviso 331), este volume passou para 10,9 mil toneladas na primeira semana de outubro, e depois para 13,2 mil toneladas na segunda semana.
Segundo informações do superintendente de Armazenagem e Movimentação de estoques da Conab, Rafael Bueno, a tendência é que o panorama seja ainda melhor a partir desta semana, com o início dos embarques relativos ao leilão de frete realizado pela Companhia no dia 28 de setembro (Aviso 353). “Além disso, nesta sexta-feira (19) será ofertado um novo leilão (Aviso 379) para a remoção de mais 89,3 mil toneladas de milho em grãos”, completa Rafael.
O produto faz parte dos estoques da Conab localizados em Mato Grosso e Goiás. A quantidade atualmente contratada é de 617 mil toneladas, todas destinadas para as operações do Vendas em Balcão, programa da Conab que comercializa milho em grãos a preço subsidiado para pequenos criadores rurais e agroindústrias de pequeno porte. Deste total, 286 mil toneladas já foram embarcadas para as regiões indicadas.

 

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Por Franklin Delano

 

Categorias Ciência