Seis pólos vão ajudar a distribuir ração para o gado atingido pela seca em Pernambuco

SECA 21A nova alternativa para ajudar os produtores que enfrentam a escassez de alimento para o gado, nesta que é considerada a maior seca dos últimos 40 anos, vai envolver a Governo e os proprietários de laticínios e queijarias de Pernambuco. Já nos próximos dias, seis pólos de distribuição de cana estarão atendendo aos pecuaristas da bacia leiteira do agreste. Eles estão sendo implantados, estrategicamente, nos municípios de Surubim, Arcoverde, Itaíba, Garanhuns, São Bento do Una e Caruaru. Cada um irá receber 100 toneladas de cana por dia. A ação vai evitar que os criadores se desloquem do Agreste para buscarem o produto em Serro Azul, na Zona da Mata Sul do Estado.  Em reunião com os proprietários de laticínios e queijarias, além de representantes de sindicatos e associações de produtores de leite do Agreste, realizada no município de Sanharó,  o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, discutiu parcerias e novas alternativas de proteção do rebanho leiteiro do Estado. Durante o encontro, além de medidas emergenciais, Ranilson Ramos, atendendo a solicitações dos criadores, autorizou, também, a entrega de 10 toneladas de sementes de milho para produção de forragem animal, por meio de hidroponia – técnica que está sendo utilizada por alguns criadores daquela região e que permite o corte com apenas 15 dias. “Nós vamos dar impulso à implementação de mais essa tecnologia, com assistência técnica do IPA, e acompanhar de perto os resultados”, disse Ramos.

Nordeste Rural

Categorias Sem categoria