Oportunidade de formação prática para músicos em Juazeiro

Até o próximo dia 1º de novembro, interessados em música instrumental e sanfoneiros poderão se inscrever para participar de dois projetos culturais que serão desenvolvidos na região do São Francisco, mais precisamente nas cidades de Juazeiro-Ba e Petrolina-Pe. Os projetos “Chorando no João” e “Orquestra Sanfônica do São Francisco” são desenvolvidos respectivamente por Celso Carvalho e Targino Gondim através da Fundação Nacional de Artes – Funarte e o Ministério da Cultura – MinC, por meio do programa Mais Cultura, edital Microprojetos do Rio São Francisco 2012.

 Ambos os projetos têm como foco a seleção de jovens instrumentistas, com idade entre 17 e 29 anos, com domínio intermediário de instrumentos como a bateria, guitarra, baixo, flauta, sax, percussão e sanfona. Sendo que os inscritos para o projeto Orquestra Sanfônica, além de acesso a aulas práticas e reforço teórico sobre o instrumento passarão a integrar a orquestra que também será formada por sanfoneiros profissionais da região.

 “Sentimos uma lacuna muito grande no segmento da música instrumental na região.Todo instrumentista gosta de um espaço de interação, de um encontro descontraído para trocar experiências, enriquecer seu som com novos conhecimentos e essa é a proposta do “Chorando no João”, ressalta o idealizador do projeto, músico e produtor cultural Celso Carvalho, explicando que 20 jovens instrumentistas serão selecionados para uma formação prática básica em harmonia funcional e improvisação musical. “De acordo com o músico e instrutor do “Chorando no João” Wagner Lima, o projeto é uma iniciativa positiva, “por focar um estilo de música pouco divulgado nas mídias e que possui uma vasta riqueza cultural, nossa região é muito carente de ações como essa”, avalia o músico.

 Segundo o idealizador do “Orquestra Sanfônica do São Francisco”, Targino Gondim, o projeto nasceu junto com o Festival Internacional da Sanfona e tem como propósito valorizar ainda mais as sanfonas e seus intérpretes no Brasil. “Nossa região é um grande celeiro de sanfoneiros, aqui nós temos sanfoneiros maravilhosos e novos sanfoneiros buscando oportunidade, e é essa oportunidade que estaremos dando a eles com a implantação da orquestra.  Formaremos aqui uma seleção campeã de bons sanfoneiros, prontos para ganhar o Brasil e o mundo”. Afirma Gondim.

 Para o sanfoneiro Silas Souza a implantação da Orquestra possibilita o enriquecimento cultural da região e um maior destaque para a sanfona, “os ritmos brasileiros oriundos da sanfona, como o forró, já são bem difundidos na região com a implantação da orquestra vamos ter um espaço para estudo e aprimoramento dos conhecimentos sobre a sanfona, que é um instrumento complexo e difícil de ser trabalhado, avalia o sanfoneiro.

Fonte:Secom

 Por: Marcelo Damasceno

Categorias Entretenimento