Mototáxi em Petrolina, um serviço caro com qualidade pobre.

MOTO 08Embora sem mandato, mas, uma liderança nata, Robinho do mototáxi vai se firmando como dirigente informal da categoria dos mototaxistas em Petrolina.

Nessa condição, ele concedeu entrevista, via telefone, a quarta-feira, 8, para a Rádio Voz do São Francisco pelo programa matinal Tribuna do Povo. Robinho, disputou uma cadeira  no legislativo municipal na última eleição em Petrolina, e saiu prestigiado com expressiva votação.

Nessa entrevista, Robinho admitiu que o serviço do mototáxi “tem que passar por um choque de qualidade profissional e então justificar o reajuste solicitado pela categoria em Assembleia, dias atrás, junto ao prefeito Júlio Lossio”, disse ele.

O encontro ocorreu no auditório da FACAPE. E dali ficou definido que em bairros no limite da avenida Sete de Setembro, a tarifa continuará ao preço de quatro (4) reais. Após esta rodovia, o preço será elevado para cinco (5) reais.

E em bairros mais distantes geograficamente, como, Jatobá, Vila Débora , Pedra Linda, Cohab Seis, Invasão da Vila Dilma, o preço sobe para seis reais, com “possibilidade de ser negociado entre o mototaxista e passageiro”, frisou Robinho.

Quanto ao grande volume de queixas dos usuários quanto ao tratamento dado por esses profissionais, Robinho garantiu que “ o reajuste virá junto com uma fiscalização mais rigorosa, secreta, e sem aviso prévio da blitz”, completou o mototaxista , na entrevista de rádio.

Por Marcelo Damasceno,

Categorias Sem categoria