INCA alerta para aumento dos casos de câncer de Laringe na Bahia

Com estimativa de 440 novos casos de câncer de laringe em 2018, na Bahia, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) alerta a população para os sinais e cuidados com as cordas vocais. O otorrinolaringologista Paulo Perazzo afirma que o principal sintoma para doenças nas cordas vocais é rouquidão persistente.

Além disso, o especialista chama atenção para sintomas como falta de ar, disfagia (dificuldade de engolir) e pigarro, que podem ser indícios de doenças. Quanto mais cedo o câncer de laringe e outras doenças que acometem as cordas vocais forem diagnosticadas, maiores serão as chances de cura.

Uma das formas mais eficientes de diagnóstico é pelo exame de Videonasolaringoscopia, sendo o de maior precisão, o que é realizado com o aparelho que possui um “chip” na ponta, gerando uma imagem digital da laringe com grande resolução. Novidade em Salvador, o único equipamento existente na cidade fica localizado na clínica Otorrino Center, no Itaigara, onde o Dr.Paulo Perazzo colabora no atendimento. O exame pode ser feito em quase todas as idades, em geral apenas com aplicação de anestesia tópica no nariz.

Após o diagnóstico, o tratamento varia de acordo com a gravidade do caso. “Nos casos mais simples, repouso vocal e ingestão de água. Outro tipo de tratamento é a fonoterapia, que são exercícios passados pela fonoaudióloga. Há também os medicamentos. Se for uma laringite causada por bactérias, são indicados antibióticos. Se a causa for edema, são indicados anti-inflamatório e corticoide. Por último, nos casos mais graves, vem as fonocirurgias”, explica o médico.

Para evitar doenças nas cordas vocais, o profissional orienta que as pessoas devem falar baixo e pausadamente e realizar “repouso entre as falas, na medida do possível, e não esquecer de beber bastante água”.

Ainda de acordo com a pesquisa do Inca, o Brasil deve registrar 7.670 novos casos de câncer de laringe este ano, sendo 6.390 em homens e 1.280 em mulheres.

FONTE: PRETO NO BRANCO

Categorias Brasil Destaque 2 Saúde