Dirigente do Psol em Petrolina questiona privatizações de Lóssio

Foto: Marcizo Ventura

Foto: Marcizo Ventura

Em entrevista nesta terça-feira, 12, o socialista Rosalvo Antonio (PSOL) voltou a fazer duras críticas ao prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB) quanto ” à condução ideológica do governo e à clara condução da gestão municipal em direção à privatização de tudo”, disse durante o programa matinal Tribuna do Povo.

Rosalvo disse sobre a privatização não apenas da água e que,  “as creches da Nova Semente tem um formato de caráter privativo, desmantelando a rede pública que atende esta política, substituindo-a por improvisações junto ao PETRAPE, entidade com fins de inclusão social , bem como buscando  nas comunidades recurso para garantir aluguel de prédios e casas e compra  de equipamentos”, denunciou.

Sobre a saúde pública, Rosalvo que é liderança em Petrolina, do PSOL,  reiterou o que “disse em campanha eleitoral passada sobre o esvaziamento nos postos médicos, ausência de médicos e dentistas, escassez de medicamentos e sucateamento geral da infraestrutura, comprometendo atendimento às classes pobres”, enumerou.

Rosalvo também ressaltou a força da Rádio a Voz do São Francisco Am  “pela postura de isenção diante dos acontecimentos e seu jornalismo sem restrição, dando contribuição social nos debates sobre Petrolina, uma cidade que pede com urgência medidas inclusivas e justas”, enalteceu.

Rosalvo Antonio disputou o último pleito eleitoral como candidato a prefeito de Petrolina, obtendo apenas quase 2 por cento dos votos válidos, ficando numa última colocação, onde 4 candidatos, incluindo o próprio,  se apresentaram ao posto oficialmente. Júlio Lossio, também concorreu e foi reeleito no embate com 45,5 por cento dos votos contabilizados.

Por Marcelo Damasceno,

Categorias Destaque