Assumir comportamento humilde e manso

No domingo, 10, o Papa Francisco se dirigiu aos fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro durante sua usual prece mariana do Ângelus, oportunidade na qual citou os exemplos de humildade e mansidão deixados por Jesus Cristo.

“É um tempo para reconhecer os vazios a serem preenchidos em nossas vidas, para aplanar as asperezas do orgulho e criar espaço para a chegada de Jesus”, disse o Santo Padre.

O Sucessor de Pedro recordou a passagem bíblica do profeta Isaías, quando anuncia o fim de seu exílio na Babilônia e retorno a Jerusalém. Nesta passagem, ele profetiza para que o caminho do Senhor seja preparado no deserto, a fim de que todos os vales sejam nivelados. “Estes vales representam todo o vazio do nosso comportamento diante de Deus, todos os nossos pecados de omissão. O vazio em nossa vida pode ser porque não rezamos ou rezamos pouco”, advertiu Francisco.

Outro vazio citado pelo Papa pode ser a falta de amor ao próximo, sobretudo em relação às pessoas que precisam de ajuda não apenas material, mas também espiritual. “Somos chamados a prestar mais atenção às necessidades dos outros, de estarmos mais próximos, como João Batista, poderemos assim abrir caminhos no deserto árido do coração de muitas pessoas”, exortou.

Ainda sobre o profeta Isaías, o Pontífice recordou seus ensinamentos quando o profeta fala sobre rebaixar os montes e colinas ― uma analogia às nossas falhas morais. “O orgulho, a soberba e a prepotência devem ser rebaixados, pois onde isto existe o Senhor não pode entrar, precisamos assumir um comportamento de mansidão e humildade, sem chamar atenção, e assim preparar a vinda de nosso Salvador, pois este sim é manso e humilde de coração”, disse.

Para que a glória do Senhor apareça, devemos eliminar todos os obstáculos que se impõe em nosso caminho junto a Ele. “Para que o terreno acidentado se torne plano, para que a Glória do Senhor se manifeste e todos os homens juntos irão vê-las. Essas ações devem ser realizadas com alegria, pois são uma preparação à chegada de Jesus”, afirmou o Santo Padre.

Fonte Canção Nova online

PASCOM

Categorias Destaque Notícias Religião