Acusado de agredir professora da Univasf ganha liberdade

IMG_9377Por decisão judicial, foi liberado nesta segunda (18), da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, Teócrito Amorim, acusado de agredir a professora universitária Amanda Figueroa em fevereiro deste ano. A soltura dele foi assinada pelo juiz Cícero Everaldo. Segundo o advogado de Amanda, Ricardo Almeida, a liberação não causou surpresa. As informações são da Grande Rio FM.

“A soltura do Téo era esperada porque a Lei garante, a Constituição garante a liberdade provisória e disso nós não podemos nos afastar. Se tivéssemos leis mais rigorosas para essas medidas de prisões cautelares, talvez a gente pudesse ainda imaginar uma prisão mais demorada do Téo. Não é o caso infelizmente”, explica Almeida.

Segundo Ricardo Almeida há a esperança de que ele permaneça preso após o julgamento. A primeira audiência do caso está marcada para o próximo dia 02. Enquanto isso, Amanda Figueroa segue temerosa diante do que passou. “Ela se encontra aqui em Petrolina, está temerosa evidentemente, nós também entendemos o motivo do temor dela. Mas não quero acreditar que isso vá ser motivo de preocupações maiores não”, disse o advogado.

Fonte: gazzeta.com.br

Categorias Comportamento