A aliança com o Senhor é a nossa certeza da eternidade

Quando firmamos uma aliança com Deus não nos propomos a fazer uma corrida de cem metros, aquele tipo de corrida breve e de intensidade. Mas, a aliança é começo de uma grande maratona, uma prova de resistência.

Gostaria de citar o chamado “pai da fé“, Abraão, e também citar Noé, que deram grandes exemplos de alianças com Deus.

Com Noé, Deus fez uma aliança para salvar a humanidade por meio da sua família, salvando-a da perdição. Abraão, da mesma forma, firmou uma aliança para salvar a humanidade através da sua família, da sua descendência. No caso de Noé, o sinal dessa aliança foi o arco-íris, já com Abraão foi a circuncisão, no primeiro um sinal feito no firmamento, já no segundo um sinal feito no próprio corpo do patriarca.

Os patriarcas foram escolhidos e receberam promessas de Deus como uma atleta que, começa uma grande prova sem ver fisicamente o final, mas imaginando-o. Assim também é conosco, quando fazemos aliança com Deus começamos nossa maratona nessa vida, mas só podemos imaginar pela  a nossa chegada no porvir.

Deus também quer fazer com você uma aliança! Você consegue começar essa prova mesmo sem ver a linha de chegada? Começar muitas vezes é fácil, não é difícil começar bons propósitos.

Quem nunca disse que começaria uma atividade física e depois de uma semana fraquejou e desistiu? Assim também acontece na vida espiritual, mas temos que persistir. Cansaço, desânimo e tropeços fazem parte da corrida, mas é preciso tenacidade.

É nos tropeços que manifesta-se a graça de Deus, pois Ele compreende as nossas dificuldades, as nossas limitações. Quando persistimos, insistimos e continuamos a tentar a alcançar a santidade, Ele nos ampara, nos dá sustento e ratifica a aliança que fez conosco. A providência é a manifestação dessa aliança, Ele nos ajuda, basta que mantenhamos o nosso compromisso.

Perseverança é o convite que, hoje, quero fazer!

Façamos uma experiência nova com Deus de perseverança no compromisso com Ele. Ele não desfaz a aliança d’Ele para conosco. Quanto a nós, nos basta apenas a disposição; o persistir; tropeçando, porém, nos levantando.

Fonte Canção Nova

Categorias Destaque 2 Notícias Religião