20º Concurso de Sanfoneiros da Emissora Rural: tradição e renovação

 

Mesa julgadora

Aconteceu na noite desta terça-feira (12) a 20ª edição do Concurso de Sanfoneiros promovido pela Emissora Rural em parceria com a Prefeitura de Petrolina. O evento foi estruturado em duas categorias, Mirim para sanfoneiros com menos de 15 anos e Adulto para sanfoneiros com mais de 15 anos. Cada concorrente apresentou duas músicas, uma inteiramente instrumental e outra com interpretação vocal, tudo isso dentro de 5 minutos de apresentação. A mesa julgadora foi composta pela professora Lúcia Costa, Dr Ednaldo Fonseca, Professor Pedro Pernambuco, Professor Petrônio e o Professor Cawby Fernandes, todos profissionais da área cultural.

Cicero Paulo Ferreira Feitoza, de Juazeiro do Norte-CE, recebeu o prêmio das mãos de Ruberlândia Campos, coordenadora do evento.

Pedro Gabriel Ferreira Feitoza, de Juazeiro do Norte-CE, recebeu o prêmio das mãos de Luiz Rosa

Na categoria Mirim, teve dobradinha de irmãos sanfoneiros. Pedro Gabriel Ferreira Feitoza ficou em segundo lugar e seu irmão, Cicero Paulo Ferreira Feitoza, foi o grande vencedor. Muito feliz, Cicero disse que já toca desde os 6 anos de idade e sabe que a carreira de sanfoneiro só está começando, além disso, o pequeno forrozeiro reconheceu o papel fundamental de eventos como o Concurso de Sanfoneiros da Emissora Rural, no surgimento de novos talentos que alimentam e não deixam morrer a cultura da sanfona.

 

 

Luiz Miguel Bagaji, de Petrolina-PE

Um exemplo disso é que esse ano, a categoria Mirim teve a participação de Luiz Miguel Bagaji de apenas 7 anos de idade. Ele ouve Luiz Gonzaga desde os 3 anos e aprendeu a tocar sanfona sozinho. O sanfoneirinho ainda deixou um recado: “o importante não é ganhar, o importante é estar aqui participando e divulgando a sanfona”, disse.

Segundo lugar da categoria Adulto, Expedito Manoel dos Santos, de Serra Talhada-PE

Jamy Carlos da Silva, de Petrolina-PE, conhecido como Pokemon, recebeu o prêmio do sanfoneiro Romenildo

Na categoria  Adulto quem ficou com o segundo lugar foi Expedito Manoel dos Santos, conhecido como Litinho do Acordeom. O sanfoneiro disse que esse ano veio para se divertir e “curtir a folia do acordeom” e mesmo assim conseguiu ficar em segundo lugar e isso “já foi bom demais”, contou. Compartilhando esse sentimento o grande vencedor desse ano, Jamy Carlos da Silva, disse que veio com o propósito de se divertir e não de ganhar e que foi justamente isso que fez toda a diferença. Jamy ainda reconheceu a importância de iniciativas como a da Emissora Rural, incentivando e dando visibilidade a artistas da região.

Segundo os organizadores, o objetivo do concurso é exatamente dar visibilidade a sanfoneiros ainda em formação, incentivando a cultura nordestina e mantendo viva a cultura da sanfona. O sanfoneiro e professor de sanfona Luiz Rosa, um dos homenageados da noite, deixou claro sua satisfação: “Dou aula de sanfona com o objetivo de manter a cultura da Sanfona viva e um concurso como esse tem a maior importância pra gente justamente por isso,  esse concurso é a vida pro sanfoneiro, é a vida pra quem gosta de acordeom”, disse o Sanfoneiro.

O concurso de sanfoneiros da Emissora Rural já está na sua vigésima edição e o objetivo é continuar com atividades que fomentem a cultura nordestina incentivando também as novas gerações a se interessarem pela sanfona.

Da Redação

Categorias Cidade Destaque Entretenimento Eventos Música Notícias Região